vacina.jpg

Respostas ao artigo Na corrida pela vacinação, psicólogos e terapeutas entram em surtos

Respostas ao artigo Na corrida pela vacinação, psicólogos e terapeutas entram em surtos, de Marcelo Coelho, pela Folha de São Paulo do dia 09/02/2021. É preciso recolocar o mal-estar onde ele deve estar Resposta ao Artigo Na Corrida pela Vacinação – Ligia Valdez Resposta ao Artigo Na Corrida pela Vacinação -Helenice Oliveira Rocha  

tree.jpg

Resposta ao Artigo Na Corrida pela Vacinação – Ligia Valdez Gomes

Ligia Valdez Gomes, psicanalista, professora do curso Formação em Psicanálise do instituto Sedes Sapientiae. Carta a Marcelo Coelho: Venho te pedir respeito pela nossa classe de psicólogos. É verdade, muito de nós não estivemos na linha de frente do combate à covid, mas trabalhamos atendendo em projetos sociais voltados para a pandemia, também. Fizemos tratamentos […]

mao.jpg

Resposta ao Artigo Na Corrida pela Vacinação -Helenice Oliveira Rocha

Resposta ao artigo Na corrida pela vacinação, psicólogos e terapeutas entram em surtos, de Marcelo Coelho, pela Folha de São Paulo do dia 09/02/2021. Helenice Oliveira Rocha Psicóloga e psicanalista. Autora do livro “O ideal: um estudo psicanalítico” Membro do Departamento Formação em Psicanálise Escrevo aqui em meu nome, assumindo a total responsabilidade por este […]

bomba-acto.jpg

É preciso recolocar o mal-estar onde ele deve estar

Por Coletivo Experiência Escuta Resposta ao artigo de Marcelo Coelho publicado na Folha de São Paulo em 09/02/2021. Vinicius de Moraes dizia que estamos sentados sobre um barril de pólvora. Um alerta feito há décadas, mas que não perdeu sua atualidade. Hoje boa parte da nossa vida pública é marcada por tensões explosivas que produzem […]

acto-sedes.jpg

Até que a vida nos separe?

Por Eliane Accioly* eliane@acciolyfonseca.psc.br Transarei loucamente com a desconhecida e nunca mais a verei. Só então estarei a salvo da fissura que me devora, entidade furiosa serpenteando em mim, prometendo-me liberdade se cumprido o ritual. Apesar de meus talentos com o sexo oposto, não consigo. Atrair estranhas, fácil. O problema? Falho, mais forte que eu. […]

sedes-convite.jpg

Coluna Acto Falho – Convite

O fato de vivermos, neste 2020, a maior crise sanitária dos últimos anos, de ouvirmos discursos de ódio recrudescer e assistirmos a abalos na democracia trouxe a necessidade de criarmos um espaço para acolher a voz dos Membros do Departamento, para dar espaço ao que se queira dizer sobre problemas que tanto nos afetam. Nasce assim, em março, a Coluna Acto Falho, um espaço digital e mais dinâmico de expressão. Espaço este que acolherá não só reflexões sobre os temas acima mencionados, mas qualquer outro, angustiante ou auspicioso, que possa ser tratado de uma perspectiva que os Membros do Departamento, por sua formação e vivência, tenham a oferecer.

sedes-aborto.jpg

Sobre a Descriminalização do Aborto

Até final do século XVII, o corpo da mulher era visto como um corpo masculino que não deu certo, um corpo que, por não ter recebido calor suficiente, encruou, ficando para dentro as partes reprodutoras que deveriam ter aflorado. Baseados nessas ideias, os homens, autores dessas e outras teorias científicas que perduraram por séculos, também acreditavam que somente em seus corpos perfeitos existiria o sêmen responsável pela criação da vida, cabendo ao corpo feminino apenas incubar o novo ser, o que por vezes ocorria de modo falho, sem o calor adequado, produzindo outros corpos equivocados, corpos femininos.