Dica de Livro: O DUPLO – Um estudo Psicanalítico (Otto Rank)

imagempostantigo.jpg

Otto Rank é um autor que dispensa apresentações. Não porque seja dono de uma grande fama que o preceda, mas especialmente por merecer ser lido e reconhecido direta e prontamente. É um desses gênios pouco ou nada reconhecidos, embora tenha também se ‘perdido’ nos seus próprios descaminhos. [é claro, melhor assim!]

De sua obra, poder-se-ia dizer que influenciou e produziu ressonâncias nas mais diversificadas construções psicanalíticas, do estádio do espelho de Lacan até o gêmeo imaginário de Bion, sem mencionar, até mesmo, a transicionalidade em Winnicott. Não, nada disso pode ou deve ser usado numa indicação deste livro ou deste autor. Não, deixemos a propaganda para alguém que já a fez há muito tempo atrás, e melhor do que ninguém:

“O tema do Duplo foi minuciosamente estudado por Otto Rank, num trabalho com este título. Ali são investigadas as relações do duplo com a imagem no espelho e a sombra, com o espírito protetor, a crença na alma e o temor da morte, mas também é lançada viva luz sobre o a surpreendente evolução do tema. Pois o duplo foi originalmente uma garantia contra o desaparecimento do eu, um ënérgico desmentido ao poder da morte” (Rank), e alma “imortal” foi provavelmente o primeiro duplo do corpo… Mas essas concepções surgiram no terreno ilimitado do narcisismo primário, que domina tanto a vida psíquica da criança como a do homem primitivo, e, com a superação dessa fase, o duplo tem seu papel invertido: de garantia de sobrevivência passa a inquietante mensageiro da morte” (FREUD, S. O Inquietante, 1919 p. 351-352)

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top