Formação em Psicanálise

É um curso regular de especialização do Instituto Sedes Sapientiae, vinculado ao Departamento de mesmo nome. É coordenado por uma Comissão denominada Comissão de Curso. Tem duração de 4 anos. É composto por seminários teóricos, seminários clínicos, supervisão individual e apresentação de escrito psicanalítico ou monografia de conclusão de curso.
Este curso é presencial. Em caso de agravamento da crise sanitária devido à pandemia, as aulas deste curso serão on-line no modo presencial remoto. Medidas emergenciais serão sempre adotadas em caso de agravamento da crise sanitária neste e nos próximos
anos. Seguiremos protocolos de acordo com as orientações e restrições das autoridades sanitárias, da OMS – Organização Mundial de Saúde e o protocolo de segurança sanitária do Instituto Sedes Sapientiae.

Seminários Teóricos

Todos os seminários teóricos são semestrais e acontecem às quartas-feiras das 9h45 às 11h15 e das 13h45 às 15h15. A aprovação nestes seminários é semestral. A aprovação em todos os seminários teóricos do primeiro ano é pré-requisito para o início do segundo ano. Os seminários, tanto freudianos como kleinianos do segundo ano, são pré-requisitos para os seminários do terceiro ano. O ingresso em qualquer seminário teórico do quarto ano só é permitido após a aprovação em todos os seminários teóricos anteriores. Em qualquer momento, ao cursar um seminário teórico, é obrigatória a frequência em um seminário clínico. Para o caso de alunos com alguma dificuldade, a Comissão de Curso reunir-se-á com os professores deste aluno para examinar e decidir qual a melhor orientação. Sobre o pagamento dos seminários em que não houve aprovação, consultar a tesouraria do Sedes.

Seminários Clínicos

Todos são anuais. Os alunos deverão cursar dois seminários clínicos por ano, durante os três primeiros anos do curso. Os seminários clínicos ocorrem às quartas-feiras das 11h30 às 13h00 e das 15h30 às 17h00. 

Os alunos deverão apresentar os atendimentos clínicos, realizados segundo a teoria e a técnica psicanalíticas. Os atendimentos poderão ser feitos em consultórios particulares, instituições ou na Clínica Psicológica do ISS (há seleção específica). Os atendimentos realizados na Clínica do Sedes devem obedecer às regras de seu funcionamento, lembrando que há uma supervisão específica adicional e obrigatória para estes atendimentos, oferecida fora do horário do curso e mediante pagamento adicional. 

Os seminários clínicos do primeiro ano são exclusivos para os alunos do primeiro ano. Os seminários clínicos do segundo e terceiro anos são mistos. No quarto ano, o seminário clínico é opcional. A supervisão individual é quinzenal e obrigatória. Para a formação dos grupos de Seminário Clínico, os alunos deverão escolher dois supervisores, formando grupos de no mínimo cinco integrantes. A Comissão de Curso coordenará as escolhas feitas, de acordo com a disponibilidade dos supervisores, procurando atender às prioridades dos alunos. 

O aluno poderá prosseguir nos seminários teóricos subsequentes, caso não seja aprovado no seminário clínico. Quando ocorrer a não aprovação no seminário clínico no primeiro ano, o aluno poderá cursar os teóricos do segundo ano, mas deverá refazer o (s) seminário (s) clínico (s) específico (s) para o primeiro ano. 

Se o aluno não for aprovado em algum seminário clínico no segundo ou terceiro ano, deverá fazer mais um ano de seminário clínico e isso poderá ocorrer durante o quarto ano, junto com a supervisão individual, desde que os horários sejam compatíveis. 

Supervisão individual
(exclusiva para o 4º ano)

Ocorrem quinzenalmente; são obrigatórias e oferecidas exclusivamente para os alunos do quarto ano. Tem a duração de cinquenta minutos, perfazendo 16 encontros ao longo do ano. 

O aluno escolherá cinco possíveis supervisores do curso, dentre os supervisores do curso que oferecerem horário para tal atividade. A comissão de curso coordenará as escolhas feitas de acordo com a disponibilidade dos supervisores, procurando atender a ordem das preferências indicadas, quando possível.

É desejável que o caso apresentado esteja em atendimento em uma frequência de no mínimo, duas sessões semanais. 

No caso de o paciente encerrar os atendimentos, fica a critério do supervisor decidir sobre a necessidade de recomeçar os 16 encontros. Em caso de reprovação, a troca de supervisor é obrigatória. É necessária a entrega de um relatório do atendimento do caso clínico. O prazo para entrega será decidido pelo supervisor e deverá respeitar o tempo hábil do ano letivo. 

Escrito Psicanalítico e Monografia

A Comissão de Escrito Psicanalítico e Monografia (CEM) é um setor da Comissão de Curso. 

É coordenado pelas professoras: Eliane Michelini Marraccini – eliane.marraccini@gmail.com 

e Ana Karina Fachini Araujo – karinafachini@uol.com.br

Para conclusão do curso de especialização Formação em Psicanálise, os formandos podem optar entre duas modalidades de produção autoral e escrita psicanalítica: Escrito Psicanalítico ou Monografia. A partir de um desses trabalhos, com a obtenção de Certificado do Instituto Sedes, o formando poderá́ se inserir como Membro Associado no Departamento Formação em Psicanálise. Há um manual com todas as regras tanto para realização do Escrito Psicanalítico como para a Monografia.

Atividades optativas gratuitas

Acompanhamento Clinico – AC 

Destinado àqueles que estão no 1o Ano do curso Formação em Psicanálise, o Acompanhamento Clinico (AC) é um espaço opcional e complementar ao curso, focado no estudo e em discussões da Teoria da Técnica e do Manejo Clinico psicanalíticos. Em pequenos grupos, constituídos de alunos e um Coordenador Membro do Departamento, os encontros promovem reflexões sobre o “constituir-se psicanalista”, incluindo as diferentes angustias que tal processo mobiliza. Essa atividade é semanal, com duração de 1 hora e 30 minutos e acontece, geralmente, às quartas feiras. 

Coordenadora do AC: Rogeria Brandani – robrandani@uol.com.br

Acompanhante clínico kleiniano – AK 

Destinado àqueles que estão no 2o ano do curso Formação em Psicanálise. Trata-se de encontros com o objetivo de proporcionar um espaço de acolhimento para o exercício do livre pensar, bem como de possíveis angustias despertadas frente à teoria kleiniana. Os textos são estudados de modo a articular teoria e clínica, levando sempre em conta as experiências emocionais suscitadas durante o percurso do segundo ano do curso. Esta atividade é semanal, com duração de 1 hora e 30 minutos. 

Coordenador do AK: Suzana Alves Viana – suzanaviana@gmail.com 

Aprimoramento – clínica do Instituto Sedes
Formação

Todos os alunos do curso Formação em Psicanálise poderão se candidatar, a partir do segundo semestre do 1o ano, ao processo seletivo para o Aprimoramento a ser realizado na Clinica Psicológica do Instituto Sedes Sapientiae. Os interessados deverão procurar, em meados do 1o semestre, a representante do curso Formação em Psicanálise na Clínica do Instituto Sedes: Prof.a Cecilia Camargo – mormicam@gmail.com 

Nesse Aprimoramento o aluno deverá dispor, além de horários para atendimentos clínicos, de tempo para participar da supervisão especifica obrigatória oferecida por professores do curso Formação, realizada, quinzenalmente, às quartas feiras das 17h30 às 19h00. Esta supervisão implica um custo adicional, pago à parte do valor do curso. No aprimorando implica na participação em  uma equipe clinica com aprimorandos de diferentes cursos, com duração de 2 horas semanais.

Do trancamento ou desmembramento do curso: critérios

Do trancamento ou desmembramento do curso: critérios Trancamento por até um ano: a reintegração é automática e a Comissão de Curso deverá ser informada. É importante observar que o curso é anual e a tesouraria do Instituto deve ser consultada sobre mudanças financeiras. Quando o trancamento ocorrer por período superior a um ano, a reintegração deverá ser aprovada pela Comissão de Curso que também determinará as condições que deverão ser atendidas para o retorno. É permitido ao aluno, em situações específicas e mediante autorização da Comissão de Curso, desmembrar o curso. Neste caso, deverá cursar sempre, no mínimo, um seminário clínico e um seminário teórico. A aprovação dos seminários teóricos é semestral e específica a cada disciplina e a dos seminários clínicos é anual.

Critérios de reconhecimento da conclusão do curso

Aprovação em todos os seminários teóricos e clínicos e frequência de 80%. Os abonos de faltas ficam a critério do professor e da comissão de curso.

A aprovação na supervisão individual, a frequência mínima de 80%, a aprovação no Escrito Psicanalítico ou Monografia são requisitos para o reconhecimento da conclusão do curso. Além disso, é preciso ter estado em análise durante todo o período do curso. Para isso, haverá acompanhamento realizado pelos coordenadores de ano e da comissão de curso.

Corpo docente
Curso Formação em Psicanálise

Ana Gebrim – acgebrim@gmail.com
Ana Karina Fachini Araujo – karinafachini@uol.com.br
Cecilia Noemi Morelli Ferreira de Camargo – mormicam@gmail.com
Cristina Rocha – crisrdias@gmail.com
Eliane Michelini Marraccini- eliane.marraccini@gmail.com
Gina Tamburrino – ginatamburrino@uol.com.br
Helenice Rocha – helenice.o.rocha@uol.com.br
Ligia Valdes Gomez – livalgomez@gmail.com
Maria Beatriz Romano de Godoy– biaromagodoy@uol.com.br
Maria Helena Saleme – sa-leme@uol.com.br
Maria Luiza Scrosoppi Persicano – mlspersicano@gmail.com
Mariangela Bento – mariangela.bento@yahoo.com.br
Marcia Bernardes – marcia.consultoriopsc@gmail.com
Marta Quaglia Cerruti – marta.cerruti@terra.com.br
Nora Beatriz Susmanscky de Miguelez – noramig@uol.com.br
Oscar Miguelez – oscarmig@uol.com.br
Rogéria Coutinho Brandani – robrandani@uol.com.br
Suzana Alves Viana – suzanaviana@gmail.com
Talita Somensi – talita.somensi@gmail.com