Violência de Gênero e Ódio ao Feminino

genero.jpg
O livro, em português e em francês, que acaba de sair do forno pela editora CRV, Violência de Gênero e Ódio ao Feminino, organizado por  Leonardo Danziato, Leônia Cavalcanti Teixeira e Jean-Luc Gaspard, traz um capítulo escrito por uma de nossos membros de departamento, juntamente com duas professoras doutoras da Unifesp da Baixada Santista. Nossa atual coordenadora da CCG, Ana Lucia Gondim Bastos, forma um trio de escritoras, com as também professoras doutoras Adriana Domingues e Jaquelina Imbrizi, que além do  Capítulo,  “Quase da Família”: Violências às Trabalhadoras Domésticas (in)visibilizadas por nossas branquitudes”,  em francês,
“Presque de la famille: les violences à l´égard des traveilleuses domestiques rendues (in) visibles por les blanchités”

(Curitiba: CRV, 2021), também foi responsável pelo artigo “Sobre o caso Miguel, as trabalhadoras “quase da família “ e as responsabilizações mútuas na luta antirracista, que saiu na nossa revista Boletim deste ano e pelo capítulo “  Sobre sonhos, Titanics e Navios Negreiros” do nosso último volume da coleção do departamento, organizado por Emiliano Davi e Gisele Assuas “Psicanálise na encruzilhada: desafios e paradoxos perante o racismo no Brasil“ (Hucitec, 2021).

Share this post

scroll to top