Código: 7993
Objetivo

Situar a relação entre trauma e escrita a partir da referência ao inconsciente, de Freud a Lacan.
Desenvolver a relação entre escrita e transmissão da experiência.
Refletir sobre escritas resultantes de experiências traumáticas.

Corpo Docente

Adela Stoppel de Gueller - coordenadora (Psicanalista. Formada em psicologia pela Universidad de Buenos Aires. Mestre e Doutora em Psicologia Clínica pela PUC-SP. Professora do curso de especialização em Teoria Psicanalítica da COGEAE-PUC/SP. Professora e coordenadora do curso de Psicanálise com Crianças do Instituto Sedes Sapientiae).
Professora Convidada: Ana Maria Medeiros da Costa (Psicanalista. Possui graduação em Psicologia pela UFRGS, Doutorado em Psicologia Clínica pela PUC-SP, Pós-Doutorado pela Université de Paris XIII. É membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre. É professora adjunta da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, fazendo parte do PPG em Psicanálise e orientando mestrado e doutorado. Coordena a Rede de Pesquisa Escritas da Experiência).

Conteúdo Programático
  • A função da escrita:

– A oposição entre fala e escrita.
– Escreve-se quando não se pode falar?
– O desenho como escrita.
– Escrita e transmissão.

  • Trauma e escrita

– Trauma e transmissão.
– Traço e letra nas elaborações de Freud e Lacan.
– Escrita e testemunho: como fazer passar o incomunicável?.
– A escrita literária e a função da angústia: o testemunho de Georges Perec.

ESTRATÉGIAS: Aulas expositivas.

Destinado a

Pós-graduandos e profissionais da área de saúde mental.

Duração/Horário

Duração:

18/08/2017 a 24/11/2017.

Horário

sextas-feiras, das 17h00 às 19h00 (quinzenal).

Share on FacebookTweet about this on Twitter