Código: 8452
Objetivo

“O que torna o paciente passivo não é a
medicação, mas o manejo clínico”

Ampliar o repertório crítico do profissional de saúde mental acerca do uso de psicofármacos na prática clínica.

Corpo Docente

Carolina Chaccur Abou Jamra, Edson Takeyama Miyahara, Elvis Henrique Santos Andrade e Nina Lira Cecilio.

Conteúdo Programático
  • Problematização do conceito de normalidade, funcionalidade, transtorno mental e da ideia de cura.
  • Sofrimento e patologia: os múltiplos olhares para o sintoma. Patologização do sofrimento? Diálogos sobre DSM e CID.
  • Mecanismos de ação dos psicofarmacos: visão geral do funcionamento e da pesquisa/desenvolvimento – saberes incompletos.
  • Os múltiplos sentidos/significados dos psicofarmacos para pacientes, terapeutas, familiares, psiquiatras e outros médicos: a transferência, a contra-transferência e a rede de cuidados no manejo na prática clínica.
  • Questões morais e éticas relativas ao uso dos psicofármacos em diferentes contextos da prática clínica.

ESTRATÉGIAS: Aulas expositivas e discussão de casos clínicos.

Destinado a

Psicólogos, psicanalistas, terapeutas ocupacionais, terapeutas de família, psiquiatras, residentes, médicos em geral e profissionais de saúde com atuação em saúde mental.

Duração/Horário

Duração:

05/04/2019 a 05/07/2019.

Horário

sextas-feiras, das 16h00 às 18h00.