Código: 8942
Objetivo

"Eu não posso ser uma militante antirracista sem pensar na dimensão heteropatriarcal do racismo. Eu não posso ser feminista sem reconhecer o papel que o capitalismo e o racismo tiveram em moldar o patriarcado"
(Angela Davis, no evento "Democracia em Colapso?", em São Paulo, 2019).

O curso ocorrerá em plataforma online

  • Compreender o fenômeno histórico-social do preconceito e seus reflexos na constituição do indivíduo.
  • Apresentar e debater os conceitos centrais da interssecionalidade - classe, raça/etnia, gênero.
  • Os impactos para a Orientação Profissional e as suas implicações ao longo do processo de escolha e de constituição da identidade profissional.
  • Refletir sobre as implicações das pautas antirracista, anticapitalista e feministas sobre a teoria e prática em Orientação Profissional.
  • Apresentar e debater a centralidade do trabalho na constituição da subjetividade.
  • Apresentar a articulação entre a teoria de grupo operativo de Pichon-Rivière e a pedagogia do oprimido de Paulo Freire para a construção de uma perspectiva crítica em Orientação Profissional.
  • Conhecer e discutir as contribuições da Psicanálise e da Abordagem Sócio-Histórica para o campo da Orientação Profissional.
  • Formar profissionais do campo da OP para atuarem com as questões de classe, gênero e raça/etnia junto às pessoas em condições de vulnerabilização psicossocial.
Corpo Docente

Mario de Souza Costa - coordenador, Paula Morais Figueiredo e professor convidado: Rodrigo Silva Santos.

Conteúdo Programático
  • Introdução a Orientação Profissional: contribuições da Psicanálise e do Materialismo Histórico.
  • Aproximação teórico-prática entre Pichon-Rivière e Paulo Freire na Orientação Profissional.
  • Preconceito como um fenômeno individual e social e seus reflexos na constituição do indivíduo.
  • Mulheres, raça e classe no Brasil.
  • Patriarcado, machismo, sexismo e a luta feminista.
  • Racismo e branquitude como determinantes no processo de escolha profissional de pessoas brancas e pretas.
  • Negritude como enfrentamento ao racismo e construção de identidade individual e social.
  • Subjetividade e trabalho: alienação e a centralidade do trabalho na vida humana.
  • Divisão sexual do trabalho: Trabalho produtivo e reprodutivo no capitalismo.
  • Interseccionalidade: Impactos das categorias classe, raça/etnia e gênero no processo de escolha e de construção de projeto profissional e de carreira.

ESTRATÉGIAS: Aulas teóricas dialogadas, debates, atividades grupais, vivências, estudos dirigidos e palestras com professores convidados.

Destinado a

Profissionais com formação universitária e estudantes de curso superior que estejam interessados em Orientação Profissional e Carreira, em Cursinhos Populares, em Projetos de Qualificação e Certificação Profissionais, em Gestão de Pessoas, em Economia Solidária e Projetos de Geração de Emprego e Renda e no trabalho com pessoas em condições de vulnerabilização psicossocial.

Duração/Horário

Duração:

04/04/2022 a 06/06/2022.

Horário

Segundas-feiras, das 16h30 às 18h30.

Informações para inscrições

O curso será no formato online, ministrado ao vivo (de forma remota) com a participação do professor e alunos via internet. (Google Meet). Todas as aulas, dúvidas e debates serão realizados rigorosamente nos dias e horários indicados de acordo com a carga horária do curso. Para participar é necessário ter conexão de internet banda larga e as aulas serão acessíveis via computador (com câmera e microfone)/ e ou smartphone.

Carga horária: 20 horas.

Nº vagas: 25 (vinte e cinco).

Matrícula até: 01 de abril de 2022.

INVESTIMENTO: - Via Internet: R$ 780,00 no cartões de crédito (conforme política da operadora); cartão de débito (à vista).

Documentos necessários e outras informações para inscrição, clique aqui...

Matrículas encerradas.



Compartilhar com: