Código: 8943
Objetivo

"A natureza se realiza em movimento e também nós, seus filhos, que somos o que somos e ao mesmo tempo somos o que fazemos para mudar o que somos. Como dizia Paulo Freire, o educador que morreu aprendendo: "Somos andando". A verdade está na viagem, não no porto. Não há mais verdade do que a busca da verdade."
(Eduardo Galeano, De pernas pro ar, a escola do mundo ao avesso, 2009)

O curso ocorrerá no formato presencial

Apresentar e analisar os fundamentos do Projeto de Vida instituído a partir das diretrizes norteadoras da reforma do Novo Ensino Médio de 2017.
Construir uma perspectiva crítica sobre as práticas instituídas do Projeto de Vida. Formar para o desenvolvimento de práticas no Projeto de Vida centradas na construção de cidadania e de formação da identidade numa perspectiva psicossocial, visando a emancipação e a construção de autonomia dos jovens.
Apresentar e discutir diferentes conceitos de adolescência e de juventude e suas implicações sobre a maneira de abordar o problema de escolha profissional.
Possibilitar reflexões sobre a necessidade de práticas emancipadoras e críticas ao atual modelo de desenvolvimento ancorado no consumismo e no individualismo.
Apresentar e discutir práticas educativas e de intervenção grupal a partir da aproximação entre a perspectiva de Grupo Operativo e da Educação Popular.
Abordar e discutir a centralidade do trabalho na vida humana e as transformações no mundo trabalho contemporâneo sob os auspícios do neoliberalismo.
Debater o processo de precarização e uberização do trabalho e suas consequências para a saúde mental do trabalhador e para a constituição de uma identidade profissional.

Corpo Docente

Mario de Souza Costa - coordenador, Marcos Lanner de Moura e Alexandre dos Santos.

Conteúdo Programático
  • A adolescência como construção histórica e cultural.
  • Juventude como modelo cultural: juventude ou juventudes.
  • A nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (DCNEM) e a análise teórica das Competências Socioemocionais e do Projeto de Vida na Escola.
  • A crítica aos quatro pilares da educação presentes no relatório “Educação: um tesouro a descobrir” da comissão internacional da UNESCO – Jacques Delors.
  • A produção do fracasso escolar e o processo de vulnerabilização psicossocial como obstáculos para a construção de um Projeto de Vida autônomo.
  • O Trabalho como elemento de formação e constituinte da identidade profissional e pessoal.
  • As transformações do mundo do trabalho: o Trabalho entre o prazer e o sofrimento.
  • Teorias e práticas críticas em Orientação profissional: as contribuições da psicanálise e da abordagem sócio-histórica.
  • O trabalho com grupos de jovens: aproximação entre as perspectivas do Grupo Operativo de Pichon-Rivière e da Educação Popular com base na Pedagogia do Oprimido de Paulo Freire.
  • Autonomia e emancipação como elementos articuladores para intervenção e atuação no Projeto de Vida.
  • As dinâmicas de grupo e o trabalho de decodificação da realidade na perspectiva da educação popular.

ESTRATÉGIAS: Aulas teóricas dialogadas, debates, atividades grupais, vivências, estudos dirigidos e palestras com professores convidados.

Destinado a

Professores, educadores e demais profissionais com formação de nível superior que atuem ou estejam interessados em atuar com a disciplina Projeto de Vida na Escola e no trabalho de orientação profissional voltado a jovens e adolescentes em idade escolar.

Duração/Horário

Duração:

15/04/2024 a 17/06/2024.

Horário

Segundas-feiras, das 16h45 às 18h45.

Informações para inscrições

O curso será no formato presencial, em caso de agravamento da crise sanitária devido à pandemia, as aulas deste curso serão on-line no modo presencial remoto. Medidas emergenciais serão sempre adotadas em caso de agravamento da crise sanitária neste e nos próximos anos. Seguiremos protocolos de acordo com as orientações e restrições das autoridades sanitárias, da OMS – Organização Mundial de Saúde e o protocolo de segurança sanitária do Instituto Sedes Sapientiae.

Carga horária: 20 horas.

Nº vagas: 25 (vinte e cinco).

Matrícula até: 11 de abril de 2024.

INVESTIMENTO: - Via Internet: R$ 780,00 no cartões de crédito (conforme política da operadora); cartão de débito (à vista).

Documentos necessários e outras informações para inscrição, clique aqui...



Compartilhar com: